Ir para site do PS/Açores
DSC07773

Ricardo Serrão Santos promove, no Parlamento Europeu, em Bruxelas, a exposição “Uma nova iniciativa dedicada à sustentabilidade dos oceanos – porque precisamos de agir agora”. O evento, co-organizado com a Fundação Oceano Azul, expõe fotografias e vídeos dos oceanos, entre os quais destacam-se as captadas aquando do cruzeiro cientifico que a Fundação realizou no verão passado no mar dos Açores.

Na inauguração da exposição, o eurodeputado Ricardo Serrão Santos, salientou que “a Fundação Oceano Azul tornou-se, em pouco tempo, um marco em Portugal”. Pois, “vem intervindo em políticas para o desenvolvimento sustentável dos oceanos e na promoção de políticas de conservação dos oceanos e proteção da biodiversidade”, disse.

O eurodeputado, enfatizou a  importância dos projetos de pesquisa no mar desenvolvidos por aquela Fundação, nomeadamente a expedição realizada no Arquipélago dos Açores, pelo antigo navio bacalhoeiro “Santa Maria Manuela”, onde estiveram envolvidos numerosos investigadores do IMAR- Instituto do Mar e da Universidade dos Açores, que têm participado noutras missões da Fundação.

Para Serrão Santos, o “cruzeiro científico do verão passado nos Açores trouxe uma nova luz aos ecossistemas dos Açores, permitindo não só o mapeamento de habitats e da biodiversidade em locais menos conhecidos como a descoberta de um novo campo hidrotermal em águas profundas”.

Para Ricardo Serrão Santos, “o lema da Fundação – do ponto de vista do Oceano – é um convite para agir agora na proteção do nosso oceano”.

O principal objectivo da Fundação desta exposição é sensibilizar os deputados europeus sobre a actual crise ecológica dos oceanos e a necessidade de se começar a pensar e agir no sentido da restauração do meio marinho.

A Fundação Oceano Azul, que tem no Oceanário de Lisboa um dos seus principais activos, foi criada em 2017, tendo como objetivo ajudar a promover oceanos mais saudáveis e produtivos. A sua acção dividi-se em três áreas principais: alfabetização, conservação e capacitação.

Com sede em Portugal, onde trabalha para o desenvolvimento de uma geração azul procura posicionar o país como líder internacional em questões relacionadas com o oceano. A Oceano Azul desenvolve a sua ação a nível internacional, tendo como objetivo trabalhar com outros países, fundações e organizações da sociedade civil, bem como com organizações intergovernamentais, como as Nações Unidas e a União Europeia.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe um comentário