Ir para site do PS/Açores
Plenary session week 50 2017 in Strasbourg - Amendments to various Regulations in the field of agriculture and rural development

O Parlamento Europeu debateu, esta terça feira, a importância dos transportes para a política de coesão. O relatório da Comissão de Desenvolvimento Regional “Promover transportes sustentáveis e eliminar os pontos de estrangulamento nas principais infra-estruturas de rede» reconhece que a política de transportes encontra-se entre as realizações mais importantes da política de coesão, contribuindo para colmatar diversas lacunas na UE e para construir um mercado único forte para uma Europa competitiva.

Ricardo Serrão Santos, que interveio no debate, destacou o facto do relatório incentivar o  desenvolvimento de plataformas de interligação a Ocidente, conjugando esta necessidade com a de União apostar na sustentabilidade, integrando a mitigação do aquecimento global na política de coesão. Para o eurodeputado “a transição para os transportes sustentáveis é uma necessidade que contribuirá para o cumprimento dos objetivos da UE de redução das emissões de CO2”.

O deputado europeu socialista salientou as vantagens da região, afirmou que  “enquanto fronteira ocidental da Europa, situados entre a Europa continental e a América do norte os Açores têm vindo a posicionar-se no sentido de responderem a estes desafios”. E, disse, “querem fazê-lo por via da criação de um posto de abastecimento de navios com Gás Natural liquefeito alicerçado num hub logístico, situado no Porto oceânico da Praia da Vitória, na ilha Terceira”.

O relatório insta a Comissão e os Estados-Membros a continuarem a co-financiar projetos no próximo período de programação. Serrão Santos salientou ainda que “são projectos como o do porto da Praia da Vitória que intensificam a coesão, aliando novas oportunidades económicas, objectivos ambientais, e maior eficiência na utilização das infra-estruturas, que devem merecer um apoio incondicional na estratégia após 2020”.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe um comentário