Ir para site do PS/Açores
Foto RSS e Ministro da Agricultura do Brasil

O eurodeputado, Ricardo Serrão Santos, reuniu esta terça-feira, em Brasilia, com Blairo Borges Maggi, Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil. No encontro, que decorreu no âmbito de uma visita de trabalho de uma comitiva da Comissão de Agricultura do Parlamento Europeu ao Brasil, o eurodeputado sensibilizou aquele governante brasileiro para a necessidade de serem ultrapassadas as questões que mantêm o embargo brasileiro aos lacticínios açorianos. O embargo aos produtos de pescado foi levantado o ano passado.

Na origem do problema está o facto da missão a Portugal do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (DIPOA) do Ministério da Agricultura do Brasil, que se realizou em março de 2015, não ter visitado fisicamente os estabelecimentos açorianos. Na altura, a Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), entidade nacional que tem a supervisão sobre aqueles estabelecimentos no nosso país, não colocou os Açores na lista de visitas a realizar.

Os estabelecimentos de leite e derivados estão assim impedidos de qualquer exportação para o Brasil, até serem avaliados pelo Ministério de Agricultura do Brasil em missão futura. Para tentar  ultrapassar este constrangimento, Governo dos Açores, deputados socialistas à Assembleia da República e o eurodeputado Serrão Santos têm intervindo no sentido de se realizar, com a maior brevidade possível, uma missão do DIPOA aos Açores e que enquanto esta não acontece o embargo seja levantado, já que os requisitos técnicos se encontram cumpridos.

O ministro da Agricultura do Brasil que fez uma referência prolongada ao Estado de Santa Catarina e à comunidade açoriana ali residente, deu a saber que os laticínios são uma matéria sensível na agenda das trocas comerciais no âmbito do MERCOSUL, mas que iria dar seguimento ao assunto e procurar uma solução para o tema para o qual estaria sensibilizado.

Durante a tarde de terça-feira a delegação da COMAGRI reuniu ainda com o DIPOA, onde o assunto voltou a ser abordado com o director daquela agência.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe um comentário