Ir para site do PS/Açores
Plenary session week 11 2015 in Strasbourg - Sustainable exploitation of sea bass

O Parlamento europeu aprovou, esta terça-feira, um relatório sobre o papel do turismo ligado à pesca. Ricardo Serrão Santos, que é o coordenador dos socialistas na Comissão das Pescas do Parlamento Europeu, interveio na discussão tendo manifestado o seu apoio à proposta e salientado que “por um lado, muitos mananciais estão depauperados e, por outro, os pescadores lutam por recuperar rendimentos”. “Há que encontrar soluções sustentáveis e esta pode ser uma delas”, afirmou o eurodeputado.

O relatório destaca o potencial ainda por explorar das atividades de pesca relacionadas com o turismo, que podem trazer grandes benefícios às comunidades que vivem nas zonas costeiras, diversificando as fontes de rendimento local. Considera, neste contexto, que o turismo de pesca e o turismo relacionado com a observação e estudo dos peixes podem constituir atividades complementares à pesca comercial, permitindo às comunidades piscatórias gerar um rendimento suplementar.

O eurodeputado açoriano deu o exemplo dos Açores onde “embarcações de pesca profissional artesanal podem operar com turistas a bordo”. Tendo salientado que “neste momento, há já uma conjugação de esforços entre o sector da pesca artesanal e a restauração, o que permite ao visitante assistir e auxiliar na captura e, depois, aprender a confeccionar o pescado de acordo com a tradição da região”. Para Serrão Santos “o exemplo açoriano pode e deve servir de modelo para outras zonas da Europa insular e continental”.

O relatório, da autoria da eurodeputada socialista italiana Renata Briano, defende que a Comissão Europeia promova, através da Comissão Europeia de Turismo e do seu portal – visiteeurope.com – os destinos turísticos de pesca recreativa sustentável da Europa, e que sensibilize as empresas de pesca para as potencialidades e oportunidades de crescimento destes modelos comerciais, novos e sustentáveis, através de uma campanha de informação orientada para este efeito.

O parlamento Europeu quer ainda que a Comissão Europeia promova e apoie os investimentos nas atividades de pesca no âmbito do turismo, para criar capacidades diferenciadas de turismo, promovendo a gastronomia associada aos produtos da pesca artesanal, a prática do turismo de pesca à linha, de atividades subaquáticas e de mergulho, entre outras, contribuindo, assim, para a exploração sustentável do património da pesca e para a notoriedade de regiões de pesca específicas.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe um comentário