Ir para site do PS/Açores
DSC01517

O Eurodeputado Ricardo Serrão Santos e Lowri Evans, Directora Geral da Comissão Europeia para o Crescimento foram, esta terça-feira, oradores na sessão de abertura da conferência “Mineração do Mar Profundo: explorando o desconhecido”. A conferência, organizada pela Seas at Risk e pela DeepSea Conservation Coalition, reuniu representantes da comunidade científica, da indústria, de organizações governamentais e da Comissão Europeia.

Na sua intervenção e nos debates que se seguiram, Serrão Santos reflectiu sobre a necessidade de associar o crescimento das actividades industrias nos oceanos a uma política coerente de proteção dos ecossistemas.

Neste âmbito deu o exemplo dos Açores, onde, como afirmou “se encara o futuro da mineração em águas profundas com precaução, mas sem romper a janela de diálogo”. Os Açores têm vindo a planear de forma adaptiva, desde há diversos anos, um plano de áreas marinhas protegidas, conhecido com Parque Marinho dos Açores, como medida de proteção da biodiversidade e dos ecossistemas e da sua funcionalidade”.

O Eurodeputado referiu ainda que neste momento nos Açores a biodiversidade e os ecossistemas constituem um activo económico relevante quer para o turismo quer para as pescas. Apesar disso, o Governo dos Açores mantém um diálogo com a industria interessada na exploração de recursos minerais do mar profundo, não abdicando dos princípios de sustentabilidade e de precaucionaridade sustentados em informação científica”.

A conferência decorreu na Academia das Ciências Belga que está a receber por estes dias uma série de iniciativas relacionadas com o “Crescimento Azul”. Esta quarta-feria, Ricardo Serrão Santos participa, a convite da Conselho de Investigação da Noruega, num outro debate onde estarão, entre outros, o Ministro das Pescas da Noruega e o Ministro Português da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Portugal.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe um comentário