Ir para site do PS/Açores
ricardo_serrao_santos

A diminuição do efectivo da Base das Lajes, nos Açores, levou os eurodeputados socialistas portugueses a questionarem hoje a vice- Presidente e Alta Representante para Política Externa, acerca das diligências que a Comissão Europeia tomou no sentido de dar cumprimento à resolução do Parlamento Europeu sobre a “Dimensão da política marítima da Política Comum de Segurança e Defesa”. Esta resolução pedia o mapeamento das estruturas dos Estados-Membros que possam ser utilizadas para operações navais e aéreas, como é o caso da Base das Lajes nos Açores.

A pergunta que tem como primeiro subscritor o eurodeputado açoriano, Ricardo Serrão Santos, refere que a “Estratégia Europeia de Segurança Marítima” reconhece o interesse estratégico em identificar e resolver os desafios de segurança ligados ao mar, à gestão das fronteiras marítimas e à gestão dos recursos marinhos, através do reforço das capacidades marítimas e da cooperação e partilha de equipamentos e estruturas civis-militares entre os Estados-Membros, para aumentar a eficácia da Política Comum de Segurança e Defesa (PCSD) e a autonomia estratégica da União Europeia no plano militar.

Os eurodeputados socialistas salientam que desde 1941 que a Base Aérea das Lajes, nos Açores, desempenha um papel na manutenção da paz na Europa, cumprindo um importante serviço de apoio às forças aliadas durante a II guerra e em todos os posteriores conflitos envolvendo a NATO na Europa, Médio Oriente e Norte de África. Chama ainda a atenção para os efeitos do anunciado desinteresse norte-americano pela base e consequente redução abrupta do efectivo militar, já neste ano, que terá um impacto económico na ilha estimado em – 6.1% do PIB, com repercussões sobre o PIB dos Açores de cerca de – 1,5%.

Recorde-se que no final de janeiro os deputados regionais dos Açores Francisco César e Duarte Moreira reuniram-se em Bruxelas com os eurodeputados socialistas para darem a conhecer as preocupações com o dossiê sobre a base das Lajes.


Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe um comentário