Ir para site do PS/Açores
Queijo de São Jorge

O eurodeputado, Ricardo Serrão Santos, afirmou, esta quinta-feira, numa intervenção na Comissão de Agricultura do Parlamento Europeu, que “as medidas de intervenção para o sector do leite que estão em cima da mesa não vão ser suficientes”.

Numa sessão que contou com a presença do vice Diretor Geral da Agricultura, o eurodeputado socialista referiu, ainda, que “os efeitos que se fazem sentir neste momento sobre países como a Lituânia, a Finlândia ou a Dinamarca neste sector, preconizam um cenário que pode ser devastador”. Para Serrão Santos, apesar de “Portugal estar do outro lado da Europa, não vai ficar isento dos efeitos deste embargo sobre o sector do leite”. Referindo-se em particular à questão açoriana o eurodeputado afirmou que “nos Açores, onde a produção de leite representa 30 por cento da produção nacional os efeitos deste embargo vão fazer-se sentir mais cedo do que tarde, o mercado europeu vai ficar inundado de produtos de lacticínios que não conseguem escoamento e isso terá um efeito imediato sobre o preço pago ao produtor por toda a Europa”.

Para Ricardo Serrão Santos “as medidas de intervenção que estão em cima da mesa, de entre as quais o preço de 21 cêntimos por litro, são de todo insuficientes, pois este valor não chega para cobrir os custos de produção”. O eurodeputado reconheceu que “Portugal não tem, neste momento, capacidade financeira para adotar medidas de ajuda de Estado” pelo que, na sua intervenção instou a Comissão “a encontrar uma solução europeia” para tal a Comissão deve “agir rápida e preventivamente”. Serrão Santos afirmou estar convicto de que “os governantes portugueses trarão esta questão para a mesa no Conselho de Ministros extraordinário que terá lugar esta sexta-feira”. Chamou ainda a atenção para “não deixar fugir a oportunidade de questionar sem preconceitos o efeito do fim das quotas leiteiras para os produtores de leite na Europa e agir em consequência”.

A finalizar, embora reconhecendo que a questão foge à especialidade da Comissão Parlamentar, Serrão Santos apelou para que sejam tomadas rapidamente medidas que atenuem os efeitos sobre o mercado do peixe “uma vez que há um Conselho de Ministros extraordinário esta sexta-feira e que também os produtos de pesca estão a ser afectados pelo embargo russo, com um impacto previsto na Europa, segundo dados da Comissão Europeia, de cerca de 145 milhões de euros, e que estas consequências já se verificam sobre os operadores comerciais Açorianos”.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe um comentário